Textos


OURO PRETO, A BELEZA QUE DÓI
 
Ouço em cada canto desta cidade
Uma voz que clama por justiça
Relembrando ainda a crueldade,
O massacre por causa da cobiça.

Percebo em todo monumento
Recoberto de pompa e de ouro
Erguer-se a voz de dor e de lamento:
Tiradentes expõe seu sofrimento
Obrigando-nos a relativizar esse tesouro...
Lídia Bantim
Enviado por Lídia Bantim em 18/07/2016
Alterado em 19/07/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr